Licitação para implantação do novo sistema de macrodrenagem será relançada

A licitação para implantação do novo sistema de bombeamento de água da macrodrenagem da margem esquerda terá que ser relançada. A única empresa participante do processo manifestou interesse em apenas um dos dois lotes do projeto, o que inviabilizaria a execução.

A Agência Reguladora de Saneamento de Tubarão (AGR) avalia adequações necessárias a serem feitas no projeto inicial para que um novo edital seja lançado.

O atual sistema de macrodrenagem da área central conta com três estações elevatórias de bombeamento da água do sistema pluvial para o rio quando atinge o nível das comportas: duas na avenida Getúlio Vargas, nas imediações do bairro Dehon, e uma na rua Lauro Müller, nas imediações da ponte Dilney Chaves Cabral.

O projeto do novo sistema de estações elevatórias e um conjunto de motobombas da licitação revogada prevê a implantação de mais cinco equipamentos: um próximo à rua Manoel Antunes Teixeira, um em frente ao terminal urbano da ponte Heriberto Hülse, um ao lado da Unisul, na rua Padre Dionísio da Cunha Laudth, um na região do Seminário Nossa Senhora de Fátima, para atender a macrodrenagem da região do bairro Pantanal, e um em substituição ao equipamento já existente na rua Luís Pedro de Oliveira.

Além de uma nova motobomba com sistema elétrico adequado e com acionamento automático, todas as saídas da macrodrenagem terão comportas de fechamento automático com a elevação do nível do Rio Tubarão. Assim, quando isso acontecer, a água do rio não retornará pelas galerias da macrodrenagem.

Pode faltar água em três bairros no próximo domingo

Uma obra de modernização para controle de perda de água será realizada neste domingo (15), das 5 às 18 horas, no bairro Margem Esquerda, em Tubarão. Como consequência, pode faltar água nos bairros São João ME, Bom Pastor e parte do Morrotes durante todo o dia.

Os trabalhos da Tubarão Saneamento ocorrerão na rua João Alfredo Rosa, ao lado do Mercado PeG. Haverá intervenção no trânsito, nos dois sentidos da via.

Com a criação do distrito de medição e controle nessa região, como já realizado em outras localidades do município, a concessionária terá maior controle durante a distribuição de água, agilizando a identificação e manutenção de vazamentos.

Como existe a possibilidade de alteração na coloração da água, a orientação é que nessas localidades os registros sejam fechados às 5 horas e reabertos somente após as 18 horas de domingo.

Empresas interessadas em participar da licitação que prevê implantação de estações elevatórias visitam Tubarão

Empresários interessados em participar do processo de licitação para implantação de novas bombas do sistema de macrodrenagem estiveram em Tubarão nesta quarta-feira (4) para conhecer os locais onde serão construídas as estações elevatórias. Os representantes de um fabricante de bombas e de uma empresa de construção civil foram acompanhados pelo superintendente técnico da Agência Reguladora de Saneamento Rafael Marques.

As propostas devem ser entregues até o próximo dia 23 e os envelopes serão abertos para análise no dia 24. O valor máximo global da licitação é de R$ 3.022.795,28.

O projeto do novo sistema de estações elevatórias e motobombas prevê a implantação de mais cinco equipamentos: um próximo da rua Manoel Antunes Teixeira, um em frente ao terminal urbano da ponte Heriberto Hülse, um ao lado da Unisul, na rua Padre Dionísio da Cunha Laudth, um na região do Seminário Nossa Senhora de Fátima, para atender a macrodrenagem da região do bairro Pantanal, e um em substituição ao equipamento já existente na rua Luís Pedro de Oliveira.

“O projeto vai beneficiar a população da margem esquerda de Tubarão, que sofre nas épocas em que o rio eleva o seu nível, quando as comportas fecham e o sistema de drenagem fica comprometido”, lembra o superintendente técnico da AGR.

A nova motobomba com sistema elétrico adequado, impedirá que a água do rio retorne pelas galerias da macrodrenagem. O projeto foi idealizado e contratado pela AGR.

Agência reguladora está em recesso de fim de ano

O período de recesso de final de ano para os servidores municipais será de 23 de dezembro de 2022 ao dia 6 de janeiro de 2023. A AGR segue a data definida pela prefeitura.

O decreto 6.761 altera o decreto 6.715, publicado no dia 7 de novembro, que determinava o recesso entre os dias 19 de dezembro e 6 de janeiro. A mudança ocorreu por causa de uma série de trabalhos e ações da municipalidade que ainda estavam em andamento e foram concluídas nos últimos dias.

Manutenção emergencial reduz volume de água tratada

A realização de uma manutenção emergencial no sistema de captação de água bruta reduziu o volume de tratamento em 10% nesta quarta-feira (21). A retomada total do sistema está prevista para a madrugada de quinta-feira (22).

Enquanto o abastecimento não é normalizado, use água de forma consciente!

Pode falta água nos bairros Oficinas e Santo Antônio de Pádua

Os bairros Oficinas e Santo Antônio de Pádua podem ter o abastecimento de água comprometido nesta segunda-feira (19). A rede rompeu e a equipe técnica da Tubarão Saneamento trabalha para resolver o problema.

Como nestes casos existe a possibilidade de alteração na coloração da água, a concessionária orienta que os registros sejam fechados e reabertos somente a partir das 20 horas.

Licitação para implantação de novas bombas do sistema de macrodrenagem é lançada

O processo de licitação para implantação de novas bombas do sistema de macrodrenagem foi lançado nesta quinta-feira (1º). O projeto foi idealizado pela Agência Reguladora de Saneamento de Tubarão (AGR), com participação da Defesa Civil do município e Associação Regional de Engenheiros e Arquitetos do Vale do Rio Tubarão (AREA-TB), e busca amenizar os problemas de alagamentos na margem esquerda.

O valor máximo global dessa licitação é de R$ 3.022.795,28, sendo que a AGR disponibilizou R$ 500 mil ao município para investir no projeto. O prefeito Joares Ponticelli e o vice-prefeito Caio Tokarski falaram da importância e necessidade do sistema, enquanto a parte técnica do projeto foi abordada pelo superintendente da AGR Alexandre Moraes e o engenheiro civil Tadeu de Souza Oliveira, autor do projeto.

Hoje, o sistema de macrodrenagem da área central conta com três estações elevatórias de bombeamento da água do sistema pluvial para o rio quando este atinge o nível das comportas, e todas estão em operação nos últimos dois dias: duas na avenida Getúlio Vargas, nas imediações do bairro Dehon, e uma na rua Lauro Müller, nas imediações da ponte Dilney Chaves Cabral.

O projeto do novo sistema de estações elevatórias e um conjunto de motobombas prevê a implantação de mais cinco equipamentos: um próximo da rua Manoel Antunes Teixeira, um em frente ao terminal urbano da ponte Heriberto Hülse, um ao lado da Unisul, na rua Padre Dionísio da Cunha Laudth, um na região do Seminário Nossa Senhora de Fátima, para atender a macrodrenagem da região do bairro Pantanal, e um em substituição ao equipamento já existente na rua Luís Pedro de Oliveira.

Além de uma nova motobomba com sistema elétrico adequado e com acionamento automático, todas as saídas da macrodrenagem terão comportas de fechamento automático com a elevação do nível do Rio Tubarão. Assim, quando isso acontecer, a água do rio não retornará pelas galerias da macrodrenagem.

Quando concluído, e com todas as estações com motores instalados conforme a disponibilidade do município, o novo sistema de bombeamento vai conseguir repor todo volume d’água do sistema que iria naturalmente para o Rio Tubarão, mas não quer dizer que irá eliminar definitivamente o risco de alagamento em áreas mais baixas de bairros como o Humaitá e o Dehon. Quando o nível do rio se elevar, as motobombas funcionarão automaticamente para suprir essa demanda, mas não conseguirão jogar para o rio todo o volume excedente de água acumulado nas ruas.

Projeto para a implantação de estações elevatórias será entregue pela AGR nesta quinta-feira (1º)

O projeto que prevê a instalação de estações cinco elevatórias em Tubarão para amenizar alagamentos na margem esquerda está pronto e será entregue para a prefeitura nesta quinta-feira (1º), às 11 horas. O projeto foi idealizado e contratado pela AGR, e a elaboração ficou a cargo do engenheiro civil doutor Tadeu de Souza Oliveira.

Serão implantadas cinco estações elevatórias, que atenderão aos bairros Pantanal, São João, Morrotes, Dehon, Centro, Humaitá e Revoredo. Além disso, em razão do custo elevado, a AGR irá transferir para a prefeitura mais de R$ 500 mil para a aquisição de uma motobomba para a instalação imediata em uma das elevatórias.

A licitação para instalação e aquisição dos equipamentos será autorizada também nesta quinta. A previsão é que, com as elevatórias implantadas, a instalação das demais bombas continue gradativamente, conforme a disponibilidade financeira do município.

As estações serão implantadas nas ruas José Alberto Nunes, na localidade do Pantanal, Luiz Pedro de Oliveira, Padre Dionísio da Cunha Laudt e na Rua Manoel Antunes Teixeira, próximo à Ponte Dilney Chaves Cabral, e na Avenida Padre Geraldo Spettmann.

Amostras de água e esgoto são coletadas pela AGR

Amostras de diversos pontos dos rios Tubarão e Seco foram coletadas pela AGR na última semana para avaliar a potabilidade da água. O objetivo é fazer um comparativo com as análises realizadas pela concessionária Tubarão Saneamento e pela Vigilância Sanitária.

O estudo, realizado por uma empresa do Rio Grande do Sul, vai verificar a presença de mais de 200 princípios ativos de agrotóxicos e componentes que caracterizam salinidade da água. Também foram colhidas amostras de água bruta próximo às nascentes dos Rios Corrêas, Caruru e do Pouso, e de esgoto bruto e tratado, com o propósito de acompanhar a eficiência do sistema de tratamento.

O Rio Seco entra no estudo porque recebe o efluente descartado no tratamento de esgoto da cidade. Os resultados devem ser concluídos e divulgados em até 30 dias.

Cobertura do sistema de coleta e tratamento de esgoto chega a 42,3% em Tubarão

O percentual de cobertura de coleta e tratamento de esgoto em Tubarão subiu de 30,4% para 42,3%. O número corresponde a quase 48 mil tubaronenses atendidos.

A implantação e operação dos serviços de água e de esgoto, realizados pela Tubarão Saneamento, são norteados por meio de um Contrato de Concessão, fiscalizado pelo município e pela Agência Reguladora de Saneamento (AGR). No documento, estão previstas metas com prazos para cada demanda.

De acordo com essas obrigações, a concessionária precisaria atingir 37% de cobertura do serviço de esgoto até o mês de fevereiro de 2023. Os bairros e comunidades beneficiadas são: Passagem, Vila Moema, Recife, Passo do Gado, Centro e Santo Antônio de Pádua.

Se todas as unidades consumidoras utilizarem o serviço corretamente, será possível evitar que 227 milhões de litros de esgoto, por mês, sejam despejados na natureza.